Covid e forró, sempre há espaço para leveza e positividade